Antiescrita

Por Vanessa Henriques

Agora sou paga para brigar com as palavras
Ressecar textos
Defumar frases
Maldizer letras
Apelar para sinônimos imperfeitos (como se os perfeitos existissem)

Acho que nunca escrevi tão mal
Ou desescrevi
E ainda assim as letras saltam as rotativas
E vão parar na sua mão
Como nenhum outro texto bem gestado conseguiu

Ainda bem que ninguém sabe
Que sou eu a carrasca das orações subordinadas substantivas subjetivas
Mas elas me punem
Ao virem me inquirir nos meus sonhos

Anúncios

One thought on “Antiescrita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s