A você

Por Vanessa Henriques

                Queria te escrever uma dedicatória. Dessas singelas e eternas, que combinam com o tom amarelados das folhas antigas, e que parecem saltar aos olhos de seu leitor. Dessas que parecem ter relevo, tatuagem negra na pele que perdeu seu viço.

                Queria lembrar uma boa história, uma que combinasse com o enredo do livro e de nossas vidas. História que guardamos só para nós, em nossa caixinha de segredos, ou daquelas que contamos na mesa do jantar, entre risadas e goles de vinho.

                Queria que fosse sóbria, mas sem deixar de mostrar meu carinho. Por isso escolhi minha melhor caneta, aquela que você cobiça em segredo (talvez não tão secreto assim). Caprichei na letra, treinei até, num pedacinho de papel que estava ali por perto.

                Imaginei o dia em que algum neto ou sobrinho abrisse essa página e se lembrasse de como nos amamos. A primeira vista não entenderiam nossos gracejos e piadas particulares. E demorarão muito para entender. Mas entenderão, se Deus permitir.

                Se você soubesse que tudo isso passou por minha cabeça antes de começar esta dedicatória, teria me olhado como só você sabe me olhar e dito que meu esforço já era suficiente. E me deixaria com os olhos marejados e satisfeitos por ter te encontrado.

Anúncios

2 thoughts on “A você

  1. Uau, que texto lindo! Sensacional Van. Aliás, as últimas postagens foram maravilhosas. Obrigado pelo blog, sempre trazendo mais cores para essa vida de asfalto e antenas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s