Carta suicida

Por Vanessa Henriques

Uma carta se atirou do 10º andar.

(alguém viu isso?)

Eu vi daqui debaixo

ela mergulhando no vazio

sem olhar para trás.

 

Começou sua valsa bamboleante

sobre cabeças que não a notaram.

 

O envelope se separou do corpo

tal qual casca de fruta

e logo descendeu ao chão.

 

O papel dançou mais um pouco

Suas palavras chacoalharam com o vento frio que soprava

de leste? ou oeste?

pouco importa.

 

Algumas palavras voaram, como passarinhos

em busca de outros papéis.

 

A carta já havia morrido quando a recolhi do chão.

Mas algumas palavras ainda pulsavam.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s