Macarrão com salsicha

Por Vanessa Henriques

Evitei ao máximo nos últimos oito meses em falar sobre “novo normal”. Tinha medo que saísse um texto mal humorado, afinal não vejo lá grandes mudanças no mundo e tenho horror a jogadas melosas de marketing.

Mas uma troca de emails com uma amiga me fez mudar de ideia. Ela comentava que estava gostando de passar mais tempo em casa, que adorava tomar café da tarde e um sol depois do almoço, e ainda se gabou de ter comido um delicioso macarrão com salsicha no almoço.

Ponderou que apesar de cansativo e sem muitas emoções, esse período de quarentena abriu a possibilidade de fazer coisas que antes eram impensáveis — tipo tomar um café da tarde demorado na companhia de quem se ama. Que horrível pensar que isso é raridade, né?

E é mesmo. Respondi para ela que também oscilo entre o tédio profundo e uma alegria imensa de estar em casa enquanto lá fora cai uma forte chuva — tão gostosa daqui de dentro, e tão terrível para quem depende de transporte público. De máscara, ainda por cima.

Só que os sinais do velho normal batem à porta, só esperando para acabar com a nossa alegria. Uns amigos já voltaram ao trabalho presencial, os que têm escolha, relutam, e no fim nem sei o que restará de memória deste 2020. 

Será lembrado como um ano de penúria, incerteza e completo desespero? Justo. Ou como o ano em que eu mais fiquei na companhia do meu marido, acompanhei minhas plantas crescerem, pude tomar café na hora que eu quisesse, sem prejuízo de produtividade? Também faz sentido.

Viver numa toca, no conforto do pijama e do WhatsApp (sem câmera ou áudio, pelo amor de Deus!), também não tem cara de vida. Será que é isso que estamos desejando? Acho que não, mas não nos foi dada uma escolha. Ainda querem comprovar, a todo custo, que estamos funcionais, robozinhos, alternando entre Netflix, Instagram e trabalho.

O normal mudou de roupa e de endereço, mas ainda atende por… tempo é dinheiro. Se você parou para comer macarrão com salsicha, perdeu uns pontinhos (ou seriam centavinhos?). Adiou a leitura de um email para tomar chá com bolo? Não reclame depois se não tiver futuro!

Por isso que na minha cabeça ouço um tic-tac, baixinho, dizendo: “um dia vai ter fim”.

One thought on “Macarrão com salsicha

  1. Maravilhoso! Não poderia concordar mais. Aqui em casa, esse ano foi um divisor de águas, mostrando como pode ser a vida com mais qualidade e menos trânsito, e principalmente com mais tempo junto às pessoas que realmente importam.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s