Sem limítrofes

Por Vanessa Henriques

Nada como um elevador cheio e uma cabeça de cronista vazia para surgir (roubar?) a inspiração. Um elevador funcionando no prédio inteiro, pessoas impacientes, procurando ou fugindo de assunto, mas certamente esgotando seu estoque de papo de elevador ainda na fila para o embarque.

Alguns minutos (séculos?) depois, chega o tão sonhado aparato. Embarco, num estilo CPTM, e aguardo pacientemente a chegada — obviamente, ele vai parar em to-dos os andares.

Eis que lá para o segundo andar adentra um grupo animado, e uma moça fala, toda espontânea “vou fazer exame de sangue hoje. Adoro fazer esses exames, eleva minha auto estima que é uma beleza”. Os amigos riram, o elevador todo ouviu e fez que entendeu, mas ela logo emendou “é que aparece lá que você está na faixa de bom/ótimo para tudo: colesterol, glicose, triglicérides. Me sinto com 20 anos!”.

Desci no meu andar, maravilhada com a simples e genial constatação. O que na sua vida está ótimo ou bom além do colesterol? Amor? Regular. Família? Médio. Trabalho? No máximo, limítrofe. É realmente um alívio pensar que ao menos aquele TSH está controlado.

Claro que isso nem sempre foi assim. A gente mal se aventurava a abrir aqueles envelopes cuidadosamente lacrados. Para os corajosos, dava de cara com o resultado: tireoglobulina, 3,5. Seria muito? Seria pouco? Só os deuses da medicina podiam bater o martelo: está tudo bem, tudo normal.

Hoje o resultado sai na internet, imprimimos no conforto do lar, já consultamos a faixa de desempenho e até dá tempo de se desesperar com os vereditos macabros do Google. Não deixa de ser um bom exercício de autoanálise e autoestima.

Você já começa a se punir lembrando daquele torresminho que fez subir esse colesterol limítrofe, planeja uma praia pra aumentar a vitamina D, e passa longe da sobremesa para baixar a glicose. Só não esquece de passar no médico para ele dar uma olhadinha. Vai que.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s